PARA QUEM VIVE A CONDENAR A "COPA DO MUNDO NO BRASIL" POR TODAS AS DESGRAÇAS DO BRASIL

VEJA A TREMENDA ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS DO GOVERNO, E QUASE NADA É FEITO EM PROL DO PAÍS! VALE LEMBRAR QUE SÓ EM 2013, FORAM ARRECADADOS, QUASE 1 (UM) TRILHÃO E 700 (SETECENTOS) BILHÕES DE REAIS. AGORA VIVEM A PERSEGUIR A FIFA E A COPA DO MUNDO. QUANDO DEVERIAM PERGUNTAR AO GOVERNO FEDERAL ONDE ESTÁ ESTE MONTANTE, E O QUE ESTÁ SENDO FEITO DELE. Get Adobe Flash player

CONHEÇA MINHA LOJA VIRTUAL!

seta-imagem-animada-0538 Olá Tudo bem? Seja bem vindo (a) à minha LOJA VIRTUAL em parceria com o Magazine Luíza. Para entrar na loja e buscar ótimas promoções, basta CLICAR AQUI e ir direto.

Fique tranquilo (a) que a página, assim como meu Blog são totalmente seguros. Apenas sou um divulgador e ganho comissão por cada venda. Eu não tenho acesso a nada. Tudo fica a cargo da própria empresa, desde processar seu pagamento em ambiente seguro, como, suporte, entrega e toda logística da sua compra. Tudo muito profissional.

Obrigado por ter vindo! Espero que goste. Bons negócios!

Carlos de Albuquerque
Ouça-me cantar a canção "O Que Me Completa"! Composição: Ana Cristina Intérprete: Carlos de Albuquerque Piano: Bruno Aranha Gravado no estúdio de Ataualba Meirelles Técnico de Gravação: Gilvan Alves Salvador-Bahia-Brasil / Março de 2007

TRADUZA PARA 100 IDIOMAS / NOTA: COMPATÍVEL COM NAVEGADOR GOOGLE CHROME, SAFARI E OUTROS

20 ANOS DE AUTO-EXÍLIO. FALTA POUCO...

Falta pouco pra eu completar 20 anos de Auto-Exílio, em DIAS/HORAS/MINUTOS E SEGUNDOS. Cumprindo assim, minha dolorosa promessa, de, só voltar a pisar na minha terra, local de nascimento, no caso, Ceilândia-Norte / Brasília - Distrito Federal, em duas condições: ou rico e bem sucedido, ou pelo menos, bem encaminhado, e/ou quando completasse 20 anos de ausência. Assim, pretendo enfrentar a dolorosa missão de ir à minha terrinha no ano que vem... Enfrentar minhas dores das perdas e sorrir um pouco, talvez. Não conseguiria prosseguir, abandonando de vez o meu passado. Se alguém sente saudades de mim, ou queira talvez, me matar e me aniquilar por algum erro, essa será a chance de ouro. Embora, a função desse objetivo duro, também envolve a minha obrigação de reparação de erros que, infelizmente fugiu ao meu controle. Quem conhece minha vida de perto, pode imaginar do que estou falando. Tenho um dívida impagável por questões éticas, mas pode ser consertada por condições matemáticas. Isso eu farei à aquela família... Enfim... Estarei lá, pra enfrentar o bem e o mal. Abraços e até lá.

A PROVA DE QUE A MAIORIA DOS VERMELHOS SÃO MASSA DE MANOBRA

ATENÇÃO! Atualizações Semanais deste Blog

MAIS UMA NOVIDADE PARA VOCÊ!
ATENÇÃO! NÃO TENHO CUMPRIDO O ROTEIRO DE POSTAR ÀS SEGUNDAS, PORQUE TENHO TIDO POUCO ACESSO À INTERNET, MAS EM BREVE, VOLTAREI A ESTA ROTINA.

AGRADEÇO À COMPREENSÃO!

Olá! A partir de 20/04/2015, farei um post novo e publicarei toda Segunda-Feira. Sempre com um tema diferente. Será postado entre Meia Noite e 1 (uma) da madrugada das Segundas, pontualmente. Ou posso postar a qualquer momento também. Mas esse dia da semana será obrigatório pra mim. Posts fora desse dia específico serão facultativos. Abraços! Espero que gostem... Ou não, da novidade. De qualquer jeito será assim. (risos)Obrigado pela visita! SEJA BEM VINDO (A)!

O Jeffersonn pegou o sentido da contribuição financeira que a Evanette me confiou hoje!

DEPOIMENTOS VIA FACEBOOK

Jeffersonn Oliveira

Acredito que, se esta ajudando este rapaz , o ''trocadilho'' adulto esperança foi bem empregado, e eu entendi perfeitamente que você esta ajudando alguém a colocar uma ideia em prática ....
Curtir (desfazer) · 1 · há 16 minutos

Evanette Oliveira
Perfeitamente Jeffersonn Oliveira você me conhece e sabe como sou...
Curtir (desfazer) · 1 · há 11 minutos

Isso vale pra outras pessoas que me ajudam! Obrigado!
Carlos de Albuquerque
Rio de Janeiro/Curitiba-PR, 28 de Outubro de 2013

Aqui você traduz diretamente para 08 (oito) idiomas básicos

LEIA 20 PÁGINAS DO MEU LIVRO GRÁTIS. NA PÁGINA 21 VOCÊ PODERÁ COMPRAR, SE ASSIM DESEJAR!

Olá pessoal! Finalmente, meu livro, agora profissionalizado, está disponível pra venda e esta é a melhor maneira que você tem pra me ajudar na minha dura trajetória. Se puder, tiver tempo e quiser, pode ajudar a divulgar este livro, que nada mais é, que o retrato da vida real. A vida tem reveses e qualquer um, pode correr o risco de ir parar nas ruas. Rico, pobre, tímidos, extrovertidos, estudiosos, preguiçosos, drogados ou não, apostadores de loterias, jogadores de jogos de azar... Donas de casas, empresários (as)... Qualquer um está sujeito. Ninguém está imune. Artistas, professores de idiomas, bancários, funcionários públicos, vítimas de desastres naturais, como enchentes, deslizamentos de terra... Incêndios, vítimas da bitolação nos estudos, vítimas da igrejas, principalmente, do seguimento evangélico... Enfim. Este livro mostra que qualquer um pode vir a parar nas ruas, e que nem o governo, e muito menos a sociedade, quer saber do seu passado. Pra eles o que importa é o presente. E no momento, o Morador de Rua é o "lixo" da sociedade. Assim agem de acordo. Abraços e obrigado! PARA COMPRAR CLIQUE AQUI

Em São Paulo, recebendo o Prêmio Nacional de Excelência e Qualidade Brasil 2015

Atenção! Abra os olhos e fique esperto (a)! LEIA O ALERTA ABAIXO COM MUITA ATENÇÃO!!!
Cuidado com seu domínio. Empresas estão de olho, e querem ganhar dinheiro as custas da sua história.

Se você tem um domínio próprio, tome cuidado, e não esqueça de renovar anualmente, pois empresas americanas estão monitorando a valorização de marcas e mesmo sem ter nenhuma história vinculada a elas, as registram em seus nomes, quando percebem que a pessoa esqueceu de renovar. Assim, querem faturar alto às custas da sua história. Esta empresa de domínios, americana, é uma delas. É a terceira já. Registrou meu domínio www.carlosdealbuquerque.com e quer me tirar quase 3 (três) mil reais, por enquanto, para eu ter de volta o que é meu por direito histórico. São iguais abutres / urubus, que ficam só esperando os outros trabalharem para conseguirem sua sobrevivência. São incapazes de caminhar com suas próprias pernas.

Perdeu o Globo Repórter em que fui personagem? Assista minha participação no programa, agora...

Suas pesquisas na Web

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 14 de março de 2013

Meus primeiros textos - PARTE 16


ATENÇÃO: ESTOU DISPONIBILIZANDO ESTE CONTEÚDO NA ÍNTEGRA COMO ERA NO MEU PRIMEIRO SITE, COM A MESMA CONFIGURAÇÃO.


Tradução de texto: Claudia Dantas


Índice
 
11) Atitude autoritária do ********* Federal de **************, Sr. ***********, contra indefesos funcionários de terceirização... 
12) Uma porta que se fechou para mim para sempre... Sem problemas. Muito bem. Mas não me corronpo e nem sigo as ordens de quem quer que seja!!!!
13) Vanessinha e um sorriso avassalador... 
14) O Idealizador dos Tabuleiros Digitais Prof. Nelson Pretto, direto da Inglaterra, responde crítica do prof. José Albertino ao projeto...
15) Um ato de Ousadia
16) O tempo
17) A loucura é meu dom...
18) Tirando algumas dúvidas no Ministério Público sobre Assédio Moral e Pressão Pscológica no trabalho, sofrido por funcionários terceirizados...
19) Uma refexão aos altos membros do MEC - Ministério da Educação
20) Um versátil Morador de Rua no Mundo da Moda e Publicidade (COM ESTE TEXTO ME DESPEÇO DE SALVADOR-BAHIA-BRASIL)

11) Atitude autoritária do ********* Federal de **************, Sr. ***********, contra indefesos funcionários de terceirização...  

* Os textos seguem abaixo, mas antes leia este aviso...

Me plageie, mas não estoure nacionalmente...

O crítico não morreu!!!

     Fique à vontade se quiser copiar minhas criações, ganhar dinheiro com elas... Faça o que bem entender. Mas se eu ficar sabendo, o que acontecerá se estourar a nível nacional, que está faturando em cima das minhas palavras sem minha devida autorização, adianto-lhe que não precisarei da justiça, a minha própria inspiração tomará conta de você. E aí... Meu poder investigativo entrará em ação, e a sua reputação vai simplesmente desaparecer. Custará muito caro me copiar! Temos muitos plagiadores na Internet que se aproveitam de obras alheias. Tome cuidado ao se apropriar das minhas. Se tiver alguma dúvida, é só dar uma olhada nos meus textos criticos que estão publicados aqui mesmo.

Obs.: Esse recado é pra quem pretende lucrar em cima do meu Trabalho sem que eu saiba, mas pode copiá-los e usá-los domesticamente, e dar a quem quiser.
 
                                       Plagiarize me, but dont stay high around nation...
 
                                                       The critic didnt die!!!
 
Be at home if you want to copy my creations, earn money by them... Do  whatever you want. But if Ive known that it got around nation and earning money by my words without my authorization. I must say its not nessessary the justice, just my own inspiration that goes through you. Then... My power of investigation will be in action and your reputation will simply disappear. You will pay so so much if you copy me! We have many plagiarizers at internet who get others works. Be careful if you use mine. If you have any doubt, just take a look at my critic texts that are published here.
 
P.S.: this message is for a person who wants to earn money by my work without my permission, but you can copy them and use them domestically, and send to anybody you want.
 
       Carlos de Albuquerque
 
Tradução: Claudia Dantascacaudantas@yahoo.com.br

11) Atitude autoritária do ********* Federal de **************, Sr. ***********, contra indefesos funcionários de terceirização...  

ATENÇÃO: COMO SEMPRE A INTENÇÃO DO MEU TEXTO ABAIXO NÃO É IDENTIFICAR E PUNIR OS ÓRGÃOS E EMPRESAS QUE PASSAM POR CIMA DA CLT PARA, COM SUAS ATITUDES AUTORITÁRIAS E EQUIVOCADAS, EXERCEREM PODER DE INFLUENCIA NEGATIVA SOBRE CIDADÃOS NÃO COBERTOS PELA LEI, DE FORMA NATURAL E ASSISTIDA. O OBJETIVO AQUI, É HUMANIZAR AS AÇÕES DOS GOVERNOS E DAS EMPRESAS; QUE PODEM COM NOVAS ATITUDES SE BENEFICIAR E LUCRAR MUITO MAIS. ACHO QUE DEMISSÕES SÃO MUITO TRAUMATIZANTES E DOLOROSAS PARA AS FAMÍLIAS DE UM PAÍS QUE COSTUMA TRATAR SEUS CIDADÃOS COMO INIMIGOS, NÃO COMO ALIADOS. QUALIFICAR MAIS, INVESTIR MAIS NOS NOSSOS CIDADÃOS, MESMOS NAS CAMADAS MAIS BAIXAS DA SOCIEDADE BRASILEIRA, E NOS MEIOS EXCLUÍDOS, É O MÍNIMO QUE O GOVERNO DEVERIA FAZER.

A ASCENÇÃO DE UMA NAÇÃO ESTÁ NA MENTE DE CADA HOMEM (MULHER)...

11) Atitude autoritária do ********* Federal de **************, Sr. ***********, contra indefesos funcionários de terceirização...  

Com decisão embasada pela D*********: ****** ******* ******* ******* da ********** FEDERAL ** ************ DA BAHIA, no ******** *** ***********, o ********* Geral deste orgão, Sr. ***********, tomou decisão irreversível, sem consulta aos seus subordinados imediatamente abaixo hierarquicamente, a exemplo do Chefe de Pessoal, Sr. ***********. Este diz não ter sido comunicado, sobre o telefonema para a nova empresa de terceirização, que foi contemplada por este orgão para a prestação de
serviços pelo novo contrato, de que, o Sr. **********, por telefone, informou ao proprietário desta, de que, não queria readmissão de funcionários da empresa que sai, justificando que são ineficientes e atrapalham o andamento do orgão. Exigindo que sejam contratados novas pessoas.

Ora, que pelo meu entender, dentro das prerrogativas da CLT - CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS TRABALHISTAS, qualquer funcionário a ser desligado de qualquer empresa, tem que ser comunicado com uma antecedência mínima. Cumprindo então, aviso prévio de 30 dias, pois ninguém pode ser informado de que será demitido apenas 03 (três) dias úteis anterior ao dia da dispensa. Além do mais, os funcionários que serão (seriam) desligados pelo orgão, há mais de 04 (quatro) anos não tiram férias, o que é completamente ilegal, pois segundo a lei, ninguém pode acumular mais de 02 (dois) anos sem esse benefício. O motivo desse equívoco, é a constante mudança das empresas prestadoras de serviços terceirizados, impedindo assim que os empregados acumulem 01 (um) ano completo, mínimo exigido para o direito às férias. Além do hábito de demissão e readmissão, para corte de direitos por tempo de serviços. Ou seja, você completou, por exemplo, 03 (três) meses, a empresa negocia lhe demitir e depois readmitir, para que você não acumule tempo de casa. Outro problema que ocorre é que, com a transição de governo após as eleições, essas empresas entram na corda bamba de substituição governamental, e em alguns casos, ficam sem receber dos órgãos públicos que os contrataram, principalmente quando perdem a concorrência do ano que entra para outra empresa concorrente, e é claro, repassam o prejuízo ao trabalhador, que fica até 60 (sessenta) dias sem receber salário, justificando que não recebe da Prefeitura, ou ameaçando abrir falência (concordata). O trabalhador segue, então, passando a humilhação de ter que pedir dinheiro emprestado para seguir no seu ofício diário. Outras ainda, mesmo recebendo mensalmente o montante referente a prestação de serviços de Segurança e limpeza, conseguem atrasar salários, além de ficar até 02 (dois) meses sem enviar o vale_transporte obrigatório.

Bom. Mas... Voltando ao tópico debatido... Ao contrário de *****, que tem na faixa dos 30 anos, e bastante conhecimento na praça para não permanecer desempregado por muito tempo, os outros que serão dispensados estão muito acima da idade exigida pelo mercado de trabalho, além de outros fatores, e terão sérias dificuldades para conseguir nova colocação, pois as empresas estão cada vez mais exigentes e pessoas que não se encaixam no perfil exigido são simplesmente descartadas. Então, me entristeceu, ver hoje (na ocasião) pela manhã a habitual alegria de ******, que chega sempre pontual e voluntariamente às **:**hs da manhã, diariamente, quando seu horário é às **, ofuscada por uma sombria perspectiva de futuro profissional daqui para frente (naquela ocasião), principalmente, pelas razões acima citadas e por ter que comunicar a família, que a partir do dia ** de ******, ironicamente, o *** da ********, estará a engordar a tão já obesa fila dos desempregados, numa dura e sarcástica Verdade.


******, *.****** e *. **********, as outras pessoas a serem dispensadas, (não foram dispensadas, houve acordo) juntamente com os 02 (dois) funcionários (as) citados (as) acima, ao serem comunicados da decisão de demissão imediata, se vendo acuados e em maus lençóis, resolveram se reunir e tentar uma reunião com a ********* *******, que os comunicou, nada poder fazer, pois o ******** ********* tem autonomia para decisões desse tipo dentro do orgão. Então, saíram com, praticamente todas as esperanças de reversão desse quadro indo para o esgoto.


Quer dizer, levando a termo uma frase de ACM, que diz; ("Os empresários tem que ser mais compreensivos, não demitir funcionários, não demitir pessoas carentes, olhar quem vai demitir. Isso é o que eles têm que fazer. Por que, na situação social em que o Brasil vive, não é só o governo que deve amparar não. O empresário tem que ter consciência de seus deveres com a sociedade".) - Fonte: Jornal "O Estado de São Paulo" - me parece bastante oportuno, citar, pois vejo que o desastre do ** ********* se espalha por todas as artérias de seu poder. E pior, é justamente o governo, usando de crueldade contra as famílias e mostrando a incapacidade de amparar, como diz tão bem a frase acima, que toma esse tipo de atitude. Mas como nem tudo o *********** e nem o ************ da *********** ficam sabendo, então, se a situação destes funcionários, não forem revistas, (foram revistas, antes deste texto chegar) serei obrigado a encaminhar o fato ** *********** ** *************, para que sejam tomadas as devidas providências cabíveis. Mas creio eu, não ser necessário, pois o *********, a *********** e outros tem ótimos salários, e não vão querer que uma exoneração ofusque e sombrie seus lares, assim como fizeram com essas pessoas... (fariam, pois foi revista a decisão e não houve demissões. Terminou tudo bem)

"NÃO SOU PELOS RICOS OU PELOS POBRES, SOU POR QUEM HÁ DE DIREITO, INDEPENDENTE DE QUEM SEJA. NÃO DEFENDO CLASSE SOCIAL, MINHA MISSÃO É DEFENDER QUEM PRECISAR, INDEPENDENTE DE SER EMPRESÁRIO OU EMPREGADO, POIS AMBOS SÃO NECESSÁRIOS PARA O BOM ANDAMENTO DE UM PAÍS"


Carlos de Albuquerque
Salvador-BA, 31 de Março de 2008

 www.carlosdealbuquerque.com 
Publicado no Recanto das Letras em 18/11/2008
Código do texto: T1290221

12) Uma porta que se fechou para mim para sempre... Sem problemas. Muito bem. Mas não me corrompo e nem sigo as ordens de quem quer que seja!!!!

Oi ******!

Tô precisando mais uma vez de sua ajuda. Sei que irá protestar, mas tudo bem, pois sei que vc sempre se preocupou comigo, e sempre tentou me orientar. Não esqueci e nem esqueço de vc.

Motivo 1: http://www.carlosdealbuquerque.com.br/(montei um shopping online, mas que pode ser suspenso por falta de pagamento)

Motivo 2: Fiz parceria com esse sitehttp://www.vejablog.com.br/musica_artistas_a_c/veja meu banner nele. Ou seja tô divulgando.
RESPOSTA DELE

Olhe Carlos. Ontem vieram aqui dois artistas novos , compositor e cantor , que estão batalhando uma gravação. Apresentaram uma gravação feita em programa de rádio , tocam com freqüência em vários lugares . Um deles tem filhos , concerta rádio e TV para ganhar pouquíssimo, toca em igrejas etc. Contribui para pagarem estúdio. De minha parte, realmente não tenho problema financeiro (embora não seja rico), mas acordo muito cedo pra trabalhar , toco em vários lugares etc. Acho que você faz muito pouco esforço pra conseguir alguma coisa. Isto de internet é muito bom, pode até dar certo , mas , a meu ver , não substitui trabalho e batalha. Acho muita moleza um cara sozinho , sem filhos, não poder ganhar com seu trabalho 51 reais para sustentar seu sonho. Dessa vez não vou contribuir. Esta é minha forma real, verdadeira de ajudar. ******.

MINHA RESPOSTA

Que bom que é sincero! Já me ajudou bastante e reconheço isso. Eu sou assim alguém que realiza do meu estranho jeito, queira ou não. Mas não ando matando, roubando, assassinando, e muito menos ando tomando pau da polícia. E nem jogado nas calçadas usando drogas ou me acabando amargurado com o meu destino, como muitos que enfrentam realidade semelhante a minha.

Sabe por que? Porque apesar da minha moleza, minha ficha é limpa, e já causei com meus textos que você considerava, ou talvez ainda considere fracos, ações relevantes no Projeto Tabuleiro Digital, da Faced - Faculdade de Educação da Universidade FEDERAL da Bahia, este está no foco das discussões lá; se hoje a Sala do Cidadão do Sac no Shopping Barra, ainda está lá beneficiando pessoas, foi por ações deste MENDIGO que lhe escreve, pois por 3 vezes interferi no processo de sucateamento e futura extinção deste espaço público, que os convencionais e até acadêmicos não conseguiriam salvar. E tenho os e-mails-resposta da SAEB - Secretaria de Administração do Sac , que comprovam as minhas ações. Se desejar, posso lhes enviar; já interferi nas máquinas, municipal, estadual e federal e consegui conquistar movimentos e resultados práticos que há anos, as pessoas com seu panelaços não conseguem. Eu sou eu.

Sou talvez, um mendigo mais atuante, prático e de resultados mais concretos do que a maioria dos convencionais, no Brasil e talvez no Mundo.

Textos que tem provocado mudanças, e se não acredita, envie e-mails pra pessoas desses lugares UFBA, por exemplo, pra ver... SEMPRE CONSIGO O QUE EU QUERO!!!!! E o Shopping será minha fonte de renda. Já está crescendo.

Dúvidas: 8131-**** (um de meus inumeros contatos)

Abraços!!!
Adoro quando opina, pois é sadio. Sua sinceridade é interessante! De qualquer maneira, obrigado!!!! SUCESSO E TUDO DE BOM...

Uma máfia velada assola o Projeto Tabuleiro Digital na FACED-UFBA

Atitude autoritária do ********* Federal de **************, Sr. ***********, contra indefesos funcionários de terceirização...

Pontualidade. Característica Rara... /// Punctuality. Rare Characteristic...

Continuo a dizer que o Movimento Negro, da forma que luta por Reparação, só consegue conquistas frágeis paliativas

O silêncio costuma dizer muito! Não entendo o que custa ser direto, apenas.

No meu Blog vc verá os textos com destaques, links e muito mais...

ACESSE: http://www.carlosdealbuquerque.blogspot.com/
 
 
13) Vanessinha e um sorriso avassalador...
 
Um sorriso me brilha pela manhã!!! Um verso avassalador permeia a minha imaginação... O furor repentino do ser abstrai minha atenção... Um furação que ronda impetuoso a periferia do meu dia... Um olhar que queima meu ser como o tremendo fogo intenso e escaldante de um rebelde vulcão em erupção... A simplicidade do ser que me seduz a pensar, a imaginar, a sorrir, a sonhar, a desmoronar-me só. Só. Só. Só...

       Carlos de Albuquerque
Publicado no Recanto das Letras em 02/12/2008
Código do texto: T1314570

14) O Idealizador dos Tabuleiros Digitais Prof. Nelson Pretto, direto da Inglaterra, responde crítica do prof. José Albertino ao projeto...

CRÍTICA DO PROFESSOR JOSÉ ALBERTINO, ENVIADA À LISTA DA UFBA

ATENÇÃO: Textos publicados na Integra. Não há links ainda porque não tinha tempo pra pesquisar as referências tais...

ANTES DE COMEÇAR...

MINHA PRIMEIRA E BRANDA RESPOSTA À PESSOA QUE ME ENCAMINHOU TAL MENSAGEM...

Professor ***********, Adorei tais informações e com tais, responderei a altura. Brevemente conferirá isso no meu Blog. Não faço agora porque tenho poucos minutos de net aqui na Lan House. Mas isso aí é mole. Obrigado professor! O onorável crítico em questão não ficará sem as respostas, as quais o professor Nelson iniciou... Tô aí. E vamos animar esse projeto sim. Afinal, foi a sua abertura à comunidade que me levou à Faced. Que vem me ajudando a fortalecer e movimentar meu intelecto em prol das pessoas que apenas precisam ser olhadas de uma forma menos ditatória e mais humana.

Encaminho esta resposta em questão ao Professor Nelson na Inglaterra.



brigado meu caro... quero ver sua manifestação na lista da faced....

um forte abraço...

Nelson Pretto


ENFIM...

CRÍTICA DO PROFESSOR JOSÉ ALBERTINO, ENVIADA À LISTA DA UFBA

À Congregação da Faced
À Reitoria da UFBA

Prezados senhores

Venho criticando há três anos os rumos tomado pelo Projeto Tabuleiro Digital, da Faculdade de Educação sem que a direção tome as providências necessárias para respeitar o Estatuto da Criança e do Adolescente. Mais uma vez flagrei crianças e adolescentes assistindo filmes de sexo explícito, cenas que se repetem diariamente, na Faced, podendo ser vistos por qualquer pessoa que passe pelo local. Estes mesmos jovens usam alguns banheiros da Faced como salas privê. Nesta segunda-feira, dia 1 de dezembro, chamei a diretora e mostrei um destes jovens assistindo livremente os filmes. Não é de hoje que isso acontece e dezenas de estudantes de pedagogia relatam os mesmos fatos e apontam a omissão e a negligência da Faced.

Considero ainda grave o fato de que muitas crianças e adolescentes faltem as aulas nas suas escolas, para jogar; alguns desses jogos, segundo me informaram, incitam a violência; outros jovens passam horas em comunidades virtuais ou em salas de bate-papo, destituindo o projeto de uma dimensão pedagógica ou inclusiva como tantos outros projetos dessa natureza coordenados por ONGs e instituições públicas.

Além desse tipo de problemas, já testemunhei a presença de um pai que seguiu o filho até a Faced para saber onde ele ia, ao invés de freqüentar as aulas na sua escola. Como é do conhecimento da comunidade da Faced, tenho um projeto de prevenção e combate a evasão escolar, em escolas públicas e julgo um paradoxo, orientar crianças, adolescentes e seus pais a freqüentarem a escola, e desconhecer ou aceitar passivamente esse problema dentro da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia.

Para não pecar também pela omissão ou negligência, estou formalizando esta denúncia para a qual solicito providências das instâncias cabíveis.

Cordialmente

Prof. José Albertino Carvalho Lordêlo
----------------------------------------------------------------
Universidade Federal da Bahia -http://www.portal.ufba.br/
_______________________________________________
Faced-l mailing list*******@listas.ufba.br
http://www.listas.ufba.br/mailman/*********/faced-l

RESPOSTA DO PROFESSOR NELSON PRETTO. COORDENADOR E IDEALIZADOR DO PROJETO TABULEIROS DIGITAIS...

Ola Faced, bom dia/boa tarde/boa noite

Sabem os que me conhecem um pouco que não sou dado a polemicas pela lista nem a longos emails... No entanto, não resisto e vou comentar a msg do prof. José Albertino sobre os nossos Tabuleiros Digitais. Primeiro, permitam-me uma questão que balizará toda essa conversa: por que os filhos das classes média e alta podem ter acesso ao universo da internet, na privacidade de seus quartos, com banda larga, suporte via telefone e computadores poderosos para fazer um monte de coisas como baixar músicas, mixá-las, distribuí-las, jogar videogames online, conversar com amigos velhos e novos, visitar e interagir com sites às vezes não tão adequados segundo os adultos - que aliás, um dia já viram as mesmas coisas em gibis escondidos dentro dos livros escolares! -, e, os filhos dos pobres, têm que acessar internet em telecentros para serem treinados (com projetos pedagógicos) em word e excel (aliás, softwares proprietários que lhes "escravizarão" para o todo e sempre...)?! Caras e caros da Faced, essa foi a nossa motivação para o projeto dos TD (fruto de nossas pesquisas, atividades de ensino e de extensão) e, justo por isso, o projeto ganhou prêmios e foi, inclusive, o indicado pela FAPESB mês passado, para concorrer ao Prêmio Péter Murányi 2009. Mas isso não é o fundamental pois seria tratar o tema a partir da lógica meritocrática, que tanto condeno. (mas, claro, não custa lembrar para os desavisados, não é?!) O fundamental é que, aqui, dentro da comunidade de educadores, os TD incomodam. Incomodam e muito. E, creiam, isso nos deixa eufóricos. Quem sabe se, com esse incomodo, nossos futuros professores possam ver o mundo com outros olhos. Abertos, de preferência!

Quem sabe, se com essa turbulência que eles causam, não possamos pensar em escolas, currículos, prédios escolares (vou escrever mais sobre isso em breve!) e professores mais atentados com a contemporaneidade. Ou ainda, será que ainda pensamos que é na normalidade que se cria e se produz conhecimentos e inovação? Ledo engano, minhas caras e meus caros... Ledo engano. Não resisto lembrar de uma aula de Polemicas Contemporâneas (que também já deu muita polemica!) sobre homossexualidade, na qual umas três alunas foram embora indignadas com a discussão e... chamaram os maridos!!! Prof. José Albertino, permita-me dirigir-me em público diretamente ao colega com uma questão: por que sua indignação com o ato do menino não teve como pronta resposta o necessário ato de um professor que seria o de educar: chegar mais, ir lá, dialogar, conversar, mostrar o absurdo que é um garoto ficar vendo páginas pornográficas em um lugar público e, pior, em uma unidade de educação? Qual nada, sua ação foi a de chamar a Diretora. A autoridade. Avisar ao Reitor, a autoridade! Para que? Para que ordem voltasse a reinar?

Todos nós temos que reprovar e não permitir que esses meninos façam isso aqui, mas, claro, temos também que nos perguntar: que formação sobre sexualidade estamos dando à essa juventude? Que formação ética estamos dando? Esse pai que até aqui veio (deve ter sentado um minutinho no Tabuleiro, não? duvido!) devia compreender exatamente o porque do menino estar aqui e não lá na escola... Esse pai deveria ir até a escola, cobrar da escola sem, no entanto, ser responsabilizado pela falência da escola e da educação. Não, não... as famílias não são as responsáveis por isso, professor. Elas precisam cobrar sim é Políticas Públicas, isso sim! Mas essa é outra conversa, deixa para lá... O que fico aqui a pensar é por que essa indignação e acesso à Reitoria não foi no sentido de perguntar à administração central por que, até hoje, os Tabuleiros não estão espalhados em toda a UFBA, com o apoio da Petrobras, tão caro ao nosso projeto e mais caro ainda à administração central? Por que? (Mudem o nome, para não dizer que foi idéia da Faced, não tem problema!) Essa pergunta me faço o tempo todo pois, saibam todos, fizemos de tudo para que pudéssemos ter mais Tabuleiros, mais acesso, mais produção de conhecimentos, culturas e, por que não professor, muito, muito mais diversão e alegria?! Uma nota de pé de página: depois dos primeiros apoios (para cá e Irecê), todas as vezes que enviamos à Petrobras pedidos para ampliação do projeto na UFBA, tivemos os projetos negados!.

Fecha nota de pé de página.

A Faced tem responsabilidade com esse projeto. Estamos vendo no mundo todo uma luta desenfreada por ampliação das liberdades, e o acesso a essas tecnologias não e algo secundário. Foram esses meninos e meninas - às vezes fazem esses absurdos (oohhh!!!!) - que, direto da Índia, na semana passada, através do twitter (http://twitter.com/ e no blog do GEC http://educacoes.livejournal.com/40375.html) postaram informações, fotos e, inclusive, alimentaram a grande imprensa, que dava noticias não verdadeiras sobre a tragédia (acabo de ver que o mesmo esta acontecendo com as enchentes no sul ai do Brasil). Foram esses meninos e meninas, que não estavam só sendo treinados para usar word e excel com projetos pedagógicos, que organizaram a "revolta do buzu" ai em Salvador, a "revolta catraca" em SC, movimentos como MST e Chiapas no México... São esses meninos e meninas que, depois de crescidos - ou muito antes do que isso! - estarão ajudando a construir um mundo justo e solidário. Isso é o que esperamos e, para isso trabalhamos. Trabalhamos duro, professor... Não é mole, não... compreender a vibração dessa meninada que, por natureza, adora (e tem!) transgredir para que possam, quem sabe um dia, serem adultos que consigam perceber que uma juventude que não transgride, para começo de conversa, não é juventude...A escola, colegas, desculpem o tom professoral (xiii, to me traindo, hein?!), tem que aprender a tratar com essa juventude como ela é e não uma idealizada que se comporta como... como... …Perdoem-me... já falei demais e esse não é o meu estilo (devo ser o frio e as saudades da Faced!).Por ultimo, e não menos importante penso eu, uma pequena historia.

Caminhava na Centenário um fim de semana desses de setembro, quando encontrei uma turma de meninos do Calabar. Ao passar por eles, de pronto, um me pediu: tio (argh!!!!) dá um trocado aí... Eu, como de costume, respondi na lata: que nada cara.., colé ?! E continuei o meu caminho. O garoto olhou pra mim e, com um sorriso de orelha a orelha, fez um tchau, professor! segunda to la na Ufba! Era um dos meus "amigos" do Tabuleiro.... Que bom seria, Zé, se naquela segunda, vc estivesse no corredor e, de braços abertos, recebesse esse menino, desse um sonoro bom dia, explicasse alguma coisa, e, quando necessário, passasse um belo "esporro" (no bom sentido, claro!), sem autoritarismo Iluminista mas, duro, consistente, com a autoridade de um adulto, de um pai e, principalmente, de um professor. Esse seria um dia muito feliz para mim. Pena que esse dia ainda está distante. Ou, quem sabe não?!Continuaremos o nosso incansável trabalho político e acadêmico para contribuir com a construção de um mundo justo, solidário e feliz, podes crer meu caro!

um abraço fraterno.-- Nelson Pretto
FACED/UFBA

Phone Nottingham /UK: + 44 079 755 4*****5 skype: nlpretto

Fones Virtuais no Brasil: Sampa: 11.3020 ***** Rio 21.3010 *****

POR FAVOR, LEIA ABAIXO...

A partir de hoje, não sou mais acessível. Não concedo mais entrevistas e/ou colaboro com trabalhos e etc... Agora só perante cachê ou parcerias... CLIQUE PARA SABER MAIS
 
         Carlos de Albuquerque
Publicado no Recanto das Letras em 09/12/2008
Código do texto: T1326236
 
 
15) Um ato de Ousadia
Sou ousado como deve ser o renascer do sol todos os dias, que sem pedir licença, vem, se expande, esplandece, se intensifica e volta ao seu lugar... Não pede permissão. Apenas explode em cada amanhecer num espetáculo, que mesmo, por trás das nuvens brilha intensamente, sabendo, que dependemos de suas águas para sobrevivência. Palavras às vezes confusas, escrevo, mas esse novo site se torna inexplicável, assim como eu.

Site que me refiro: www.carlosdealbuquerque.com.br
 
       Carlos de Albuquerque
Publicado no Recanto das Letras em 10/12/2008
Código do texto: T1328869

16) O tempo

Ele sempre conspirando para me ensinar a cuidar dele com maior cuidado e carinho. Quando tento transpor suas rigorosas regras, ele me dá um grande empurrão em direção a vala de lama, até que eu aprenda. Tô descobrindo um grande aliado, que finalmente está conseguindo me domar.
         Carlos de Albuquerque
Publicado no Recanto das Letras em 10/12/2008
Código do texto: T1328871

17) A loucura é meu dom...

Não me digas que sou maluco, porque isso para mim não é novidade. A vida colocou suas garras em mim, mas não conseguiu me sacanear...
                                              &
Hoje (21/08/2008), no álbum do orkut de uma irmã que não converso, vi finalmente, depois de mais de 11 anos, os meus pais (adotivos) - meu pai EM MEMÓRIA. Acredito que estou no caminho certo, por saber que não estou lá para atrapalhar a vida de ninguém. A troca de geração na minha terra é notória, e sei que se um dia eu conseguir voltar, sentirei-me tremendamente vazio por dentro. Não suporto muito mais essa ausência, porém acredito que foi melhor assim.

         Carlos de Albuquerque
Publicado no Recanto das Letras em 10/12/2008
Código do texto: T1328879

18) Tirando algumas dúvidas no Ministério Público sobre Assédio Moral e Pressão Psicológica no trabalho, sofrido por funcionários terceirizados...

Veja bem, gostaria de saber, qual o procedimento de denúncia, ao Ministério Público, sobre Assédio Moral, ou pressão psicológica, sobre funcionários de terceirização, praticado por funcionário federal, sob desvio de função? Um funcionário (terceirizado), quer saber, se há necessidade de se identificar ou se a identificação do denunciador, mesmo que fique em sigilo, seja um requisito exigido ao denunciante. E quais os passos a serem tomados, e a quem se dirigir para tal.

Boa Tarde!

Muito provavelmente você conhece alguém que está passando por esta situação, não é?! Veja se eu entendi direitinho: há um funcionário (terceirizado) que vem sofrendo assédio moral no seu local de trabalho. OK?! Essa pessoa vem sofrendo constrangimento, pressão psicológica, etc...ok?!

Caso a resposta seja sim, seu amigo ou conhecido deve, em primeiro lugar, reunir provas concretas. De nada adiantará ele contar a algum advogado ou Juiz o fato sem apresentar provas. Esses casos se resolvem na justiça, por tratar-se de causa individual. Logo, é necessário contratar advogado. Há vários núcleos de prática jurídica gratuitos. Aqui no MP fornecemos a lista com endereços desses escritórios de advocacia gratuitos. ok!

Caso seja um problema que esteja atingindo uma comunidade, um grupo de pessoas, o caso já passa a pertencer a outra categoria de assunto, que é : direitos coletivos. Nesses casos é que se deve procurar o Ministério Público do Trabalho ( que fica no Corredor da Vitória).
Espero que tenha dirimido suas dúvidas.

*********.

2008/11/6 ********** Bo***es ******** / *******@mp.ba.gov.br


Oi **********, me parece que entendeu direitinho sim. Qualquer dúvida adicional lhe contacto. Obrigado por essa orientação! No mais, espero que esteja tudo bem com vc. Espero que qualquer tempo desses possamos ter mais tempo pra conversar.

Abraços!!!!

Caso necessário, já há provas. Mas acredito que o bom senso prevalecerá e não haverá necessidade de recorrer a tal constrangimento.


Faced,

Segue texto que enviei para outra lista sobre a questão da terceirização e a fome dos seus empregados.

Boas Festas
Maria Inês Marques

(LEIA ABAIXO DO CABEÇALHO DO E-MAIL)

Message: 2
Date: Wed, 17 Dec 2008 07:57:30 -0200
From: Maria Inês Marques <imarques@ufba.br>
Subject: [Faced-l] SOBRE FOME E ALMOÇO
To: <faced-l@listas.ufba.br>
Message-ID: <
0E14011D89E94ED594D72341BC0095F3@InesMarques>
Content-Type: text/plain; charset="iso-8859-1"

Faced,

Segue texto que enviei para outra lista sobre a questão da terceirização e a fome dos seus empregados.

Boas Festas
Maria Inês Marques

Pessoal,


Fim de ano, clima natalino, décimo terceiro, festejos, para quem está com seus salários pagos em dia , tudo é alegria. Não posso ter alegria, só indignação. Está acontecendo na UFBA um atentado contra o trabalhador sem precedentes. Os empregados das terceirizadas de limpeza e segurança da UFBA estão sem salários, passando necessidade. Estão sem ter como pagar o meio de transporte e continuam trabalhando, na expectativa de todo dia ver o prometido salário. Ressalte-se que esta não é uma situação nova, já se repetiu inúmeras vezes e em todas, o prejuízo foi do trabalhador.

Temos pessoal gabaritado na área de economia, sociologia do trabalho, política, dentre outras, que pode muito bem explicar o que está acontecendo. Mas, os homens e mulheres que fazem a limpeza e segurança da Universidade continuam sem ter o que comer por falta de intervenção de todos nós, na vida universitária.

Há meses, os empregados que servem na FACED, estavam atônitos e aflitos, perguntei qual era o caso. Foi quando ouvi as misérias que todos estão atravessando. Sugeri a via sindical, responderam que o SINDLIMP que é a entidade deles, não acompanhava a situação das terceirizadas na UFBA, só homologava.
Incentivei o grupo publicizar os seus problemas e eles foram para a reitoria, programas de televisão, o sindicato chegou. Com as pressões do movimento, vieram as promessas, no entanto, surgiram mais problemas e eles continuam na penúria.

A administração tranqüiliza dizendo que tudo será resolvido com a contratação de nova empresa. Fiquei pasma quando soube que na última contratação de firma, houve apenas mudança do nome da que estava e continuou, denúncia que está no jornal do Sindicato que o grupo me mostrou.

Seria importante para a Universidade, que todos pudessem pensar para onde está indo a UFBA, o que está acontecendo com o coletivo UNIVERSIDADE. Sugiro que se debata e se movimente a UFBA para o enfrentamento da problemática. Divulgar a situação, foi o caminho que encontrei para ajudar aos trabalhadores vilipendiados que vivem ao meu lado. Celi Taffarel, diretora da Faculdade de Educação encontrou outro, tomou a iniciativa de nos convocar para doarmos sextas básicas, uma pequena colaboração, pois como disse, eles estão pagando para trabalhar.

Esta mensagem objetivou divulgar o problema com a fala do trabalhador, sua realidade. É possível que sensibilize pessoas que queiram colaborar, Celi não se importaria em receber as doações e talvez ampliar o leque dos receptores. De todo modo, é também uma sugestão para as demais direções possam organizar doações e que tenham posições no Conselho Universitário para acabar com a terceirização.

BOAS FESTAS
MARIA INÊS MARQUES
FACED
 
         Carlos de Albuquerque
Publicado no Recanto das Letras em 17/12/2008
Código do texto: T1340166

19) Uma reflexão aos altos membros do MEC - Ministério da Educação

 Faced,

Segue texto que enviei para outra lista sobre a questão da terceirização e a fome dos seus empregados.

Boas Festas
Maria Inês Marques

(LEIA ABAIXO, LOGO APÓS A MINHA REFLEXÃO)

Uma reflexão aos altos membros do MEC - Ministério da Educação

Eu , agora, como membro da lista de discussão da Faced-UFBA, fico pasmo com a realidade, não só dos trabalhadores terceirizados desta Instituição, pois isso, pelo que já percebi, se trata de uma realidade geral nas Instituições Governamentais. Conclamo, só a título de reflexão, os altos membros do MEC - Ministério da Educação, assessores e demais congêneres, a tentarem se colocar no lugar dessas pessoas, por um período mínimo de 02 (duas) semanas, para que se entenda o que significa essa omissão orçamentária do Governo Federal em relação ao ensino no Brasil...

Imagine, que a partir de hoje, o já minúsculo orçamento destinado ao MEC caíra para menos da metade; então você verá que seu filho, que antes frenquentava uma escola no Exterior, agora, terá que voltar ao Brasil para se matricular por aqui mesmo, pois a coisa apertou; seu supermercado, terá que ser enxugado, porque o dinheiro que antes esbanjava fartura, agora terá que se adequar; você terá que vender seu BMW, e trocar por uma marca mais barata e consequentemente, mais econômica, pois o combustível passou a ser um problema; e mais! Agora terá que ir ao seu trabalho, de ônibus de vez enquando; quer mais? Já imaginou, passar mal e precisar de uma consulta, e ter que encarar, agora as terríveis filas de espera do SUS? Seus 02 (dois) apartamentos de alto padrão e condomínios idem, terão que ser vendidos, pois as despesas agora pesaram...

Ufa! Você que é alto funcionário (a) federal, e que fica torturando as pessoas que não têm força para reverter o quadro de escravidão, a que se tornou essa questão de terceirizadas, devia apenas se imaginar no lugar delas; sentir a fome delas; ouça (MENTALMENTE)... o choro do filho com fome, e você sem poder proporcionar o alívio a esse dilúvio ocular; imagine-se tendo que, depois da abundâncias de anos anteriores, agora ter que se humilhar à parentes e amigos, ou pior, a agiotas, para conseguir o dinheiro para a gasolina do seu carro...

PENSE, REFLITA, PENSE, SE COLOQUE NO LUGAR, IMAGINE-SE NA FILA FALIDA DO SUS, VEJA-SE MORRENDO DE DOR E SE HUMILHANDO PARA FAZER UMA CONSULTA MÉDICA...

VOCÊ CONSEGUE IMAGINAR QUE, SE ESSAS PESSOAS TIVESSEM BONS MOTIVOS PARA FALAR DAS INSTITUIÇÕES, MELHOR SERIA PARA TODO O PAÍS? MELHOR SE ALIMENTARIAM, RESPONDERIAM DE ACORDO COM AS OBRIGAÇÕES FAMILIARES E TRABALHÍSTICAS, AUTOMATICAMENTE, ESTARIAM MAIS DISPOSTOS A COLABORAR, E JOGARIAM O MAU HUMOR PELA JANELA; FALARIAM MELHOR DAS INSTITUIÇÕES, DOS PATRÕES, DO PAÍS, E TODOS NÓS GANHARÍAMOS MUITO MAIS COM ISSO?!? O BRASIL SE TORNARIA MAIS HUMANO E GANHARIA BOA REPUTAÇÃO E RESPEITO LÁ FORA.

BOM SENSO PESSOAL, BOM SENSO! VOCÊS NÃO ESTAM PREJUDICANDO O POVO, MAS O BRASIL, E PASMEM, A SIM MESMOS (AS)!

         Carlos de Albuquerque
 www.carlosdealbuquerque.com 
Salvador, 17 de Dezembro de 2008

Faced,

Segue texto que enviei para outra lista sobre a questão da terceirização e a fome dos seus empregados.

Boas Festas
Maria Inês Marques

(LEIA ABAIXO DO CABEÇALHO DO E-MAIL)

Message: 2
Date: Wed, 17 Dec 2008 07:57:30 -0200
From: Maria Inês Marques <imarques@ufba.br>
Subject: [Faced-l] SOBRE FOME E ALMOÇO
To: <faced-l@listas.ufba.br>
Message-ID: <
0E14011D89E94ED594D72341BC0095F3@InesMarques>
Content-Type: text/plain; charset="iso-8859-1"

Faced,

Segue texto que enviei para outra lista sobre a questão da terceirização e a fome dos seus empregados.

Boas Festas
Maria Inês Marques

Pessoal,

Fim de ano, clima natalino, décimo terceiro, festejos, para quem está com seus salários pagos em dia , tudo é alegria. Não posso ter alegria, só indignação. Está acontecendo na UFBA um atentado contra o trabalhador sem precedentes. Os empregados das terceirizadas de limpeza e segurança da UFBA estão sem salários, passando necessidade. Estão sem ter como pagar o meio de transporte e continuam trabalhando, na expectativa de todo dia ver o prometido salário. Ressalte-se que esta não é uma situação nova, já se repetiu inúmeras vezes e em todas, o prejuízo foi do trabalhador.

Temos pessoal gabaritado na área de economia, sociologia do trabalho, política, dentre outras, que pode muito bem explicar o que está acontecendo. Mas, os homens e mulheres que fazem a limpeza e segurança da Universidade continuam sem ter o que comer por falta de intervenção de todos nós, na vida universitária.

Há meses, os empregados que servem na FACED, estavam atônitos e aflitos, perguntei qual era o caso. Foi quando ouvi as misérias que todos estão atravessando. Sugeri a via sindical, responderam que o SINDLIMP que é a entidade deles, não acompanhava a situação das terceirizadas na UFBA, só homologava.
Incentivei o grupo publicizar os seus problemas e eles foram para a reitoria, programas de televisão, o sindicato chegou. Com as pressões do movimento, vieram as promessas, no entanto, surgiram mais problemas e eles continuam na penúria.

A administração tranqüiliza dizendo que tudo será resolvido com a contratação de nova empresa. Fiquei pasma quando soube que na última contratação de firma, houve apenas mudança do nome da que estava e continuou, denúncia que está no jornal do Sindicato que o grupo me mostrou.

Seria importante para a Universidade, que todos pudessem pensar para onde está indo a UFBA, o que está acontecendo com o coletivo UNIVERSIDADE. Sugiro que se debata e se movimente a UFBA para o enfrentamento da problemática. Divulgar a situação, foi o caminho que encontrei para ajudar aos trabalhadores vilipendiados que vivem ao meu lado. Celi Taffarel, diretora da Faculdade de Educação encontrou outro, tomou a iniciativa de nos convocar para doarmos sextas básicas, uma pequena colaboração, pois como disse, eles estão pagando para trabalhar.

Esta mensagem objetivou divulgar o problema com a fala do trabalhador, sua realidade. É possível que sensibilize pessoas que queiram colaborar, Celi não se importaria em receber as doações e talvez ampliar o leque dos receptores. De todo modo, é também uma sugestão para as demais direções possam organizar doações e que tenham posições no Conselho Universitário para acabar com a terceirização.

BOAS FESTAS
MARIA INÊS MARQUES
FACED

         Carlos de Albuquerque
Publicado no Recanto das Letras em 17/12/2008
Código do texto: T1340168

20) Um versátil Morador de Rua no Mundo da Moda e Publicidade (COM ESTE TEXTO ME DESPEÇO DE SALVADOR-BAHIA-BRASIL)

ATENÇÃO! VEJA ESTE TEXTO COM TODOS LINKS VISITANDOWWW.CARLOSDEALBUQUERQUE.BLOGSPOT.COM
 
VEJA NO MEU SITE //WWW.CARLOSDEALBUQUERQUE.COM  // O CONTEÚDO DA FOTO QUE VOCÊ VERÁ NO BLOG... AO ENTRAR NO SITE Você verá detalhes na lista de páginas ao lado. Clique em COLABORE 2009

Eu não esperava por isso agora, porém, me assustei com o convite para S Model Agency. O gerente Ricardo do Bahia Café Aflitos, do qual, ouviu meu trabalho musical e havia mostrado grande interesse, indagou surpreso: Quer dizer que você vai virar modelo agora? Eu respondi: É. Ele com espanto: Mas e a música? E a ideologia!? E aí!?! Mudou de uma hora pra outra? Respondi: Não!!! Mas a moda, que também gosto muito, me reconheceu primeiro e está me tirando da trincheira, com reconhecimento profissional. Então vou embarcar na aventura. Mas a música corre na minha veia. É isso aí Ricardo. A moda se apresentou e disse: Você tem valor, meu caro! Venha! E eu vou. Pena que tanto tempo exposto nas ruas de Salvador-Bahia-Brasil; amplamente divulgado e produzindo na internet, e principalmente em contato direto com tantos profissionais da área musical, teatral, de cinema e etc, não tenha servido para abrir os olhos dos produtores nessa terra... Viva São Paulo!!!! O Reconhecimento veio de lá. Viva ao puta profissional de fotografia que é Márcio Lima, 01 um de seus trabalhos e prêmio, que mesmo, na maioria das vezes discordando das minhas doces loucuras, sempre me atendeu gentilmente e jamais irá se arrepender desse crédito. Mas Salvador é, e sempre será minha mais amada madrasta!!! Me adotou de novo; me alimentou. Sede da minha alimentação cultural e política, contrariando o que acontece com muitas madrastas da sociedade! (muitas vezes, sem culpas, pois apenas passaram o que viveram nas suas respectivas infâncias); viva Saback na Ladeira de Santana (que alimenta as pessoas de rua, e que muito me serviu); apesar do meu Ateísmo, viva também à Igreja de São Francisco no Pelourinho, que me alimentou e matou muito a minha fome, sem querer saber que direção eu tomaria depois do rango. Assim como os demais, considerados lixo por essa sociedade contraditória e cheia de equívocos; viva ao ladrão - CLIQUE AQUI E LEIA OS 2 COMENTÁRIOS SOBRE ESSES MOMENTOS ANGUSTIANTES PARA MIM - que me deu 6 pauladas, me deu uma tapão na cara; tomou minhas coisas e me passou a mensagem, de que eu precisaria mudar minha forma de pensar - 2 semanas anteriores a esse problema eu pensava muito em morte - demonstrou-me que já estava na hora de deixar o São Francisco, o Saback na Ladeira de Santana e o Albergue da Baixa do Sapateiro (fechado pelo Prefeito reeleito João Henrique antes PDT agora PMDB) para servir a outros Moradores de Rua. Sua violência por meu equívoco no seu produto de roubo, pois confundi com lixo, me serviu de lição. Ele me ensinou. Depois dele não fui mais a esses locais. Optando por novos caminhos, e entrando profundamente nas expressões de meus momentos.

Colaborações
Nome: Carlos Alberto Albuquerque

Caixa Econômica Federal
Agência: 0618
Operação: 013
Número da Conta: 11590-0

ATENÇÃO: VOCÊ PODE USAR TAMBÉM AS CASAS LOTÉRICAS PRA FAZER O DEPÓSITO.
 

         Carlos de Albuquerque
Publicado no Recanto das Letras em 23/01/2009
Código do texto: T1400262

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja mais textos meus de várias fases publicados no Recanto das Letras, clicando aqui! Tem muito romantismo também... Confira.



Navegue pelo mapa. Mais detalhes clique na marca GOOGLE, na parte inferior esquerda do mapa.